Tel.(19) 3251-9677

tel. (19) 3251-9677

Associação Cornélia

A Associação Cornélia Maria Elizabeth V. Hylckama Vlieg é uma organização sem fins lucrativos, atua desde sua fundação em 1993 na reabilitação psicossocial de pessoas que sofrem de transtornos mentais. Reconhecida como de utilidade pública nas esferas municipal, estadual e federal, a instituição possui também o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS). A Associação oferece as oficinas de trabalho como espaços alternativos e estratégicos que contribuem na inclusão social, pois, criam condições para que estas pessoas possam participar de forma efetiva em atividades produtivas. Busca unir trabalho, saúde, convívio social e cultural.

 A Associação tem a finalidade de realizar ações assistenciais de atendimento, de forma gratuita, continuada e planejada, sem qualquer discriminação, nos termos da Lei Orgânica da Assistência Social e Política Nacional da Assistência Social, através da prestação de serviços, execução de programas ou projetos de proteção social básica e especial, dirigidos às famílias e indivíduos em situações de vulnerabilidade ou risco social e pessoal.

A Associação tem por objetivo social promover de forma continuada, gratuita, permanente e planejada a integração social, profissional, econômica, política e cultural de pessoas em situação de vulnerabilidade ou risco social e as que sofrem de transtornos mentais, por meio da (o):

  1.  Estimulo de ações práticas alternativas de trabalho e geração de renda, criando condições para que os usuários exerçam sua cidadania.
  2.  Promoção de ações de capacitação e de formação profissional instruindo e preparando os usuários para o trabalho.
  3.  Experimentação, não lucrativa, de novos modelos sócio produtivos e de sistemas alternativos de produção e comércio;
  4.  Promoção da comercialização dos produtos artesanais e serviços provenientes dos programas da Associação, em loja própria, stands em feiras, sites e outros meios.
  5.  Contribuição para a formação e capacitação de profissionais e gestores de políticas sociais publicas, através de cursos, debates, simpósios e conferências.
  6.  Apoio a promoção da geração de trabalho e renda comunitária, através do ensino de práticas produtivas cooperativistas e associativistas de valor cultural e/ou econômico;
  7.  Efetuar parcerias ou convênios com órgãos ou entidades, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras no intuito de desenvolvimento de projetos culturais e sociais.
  8.  Promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais;
  9.  Promoção da assistência social às minorias e excluídos, através do desenvolvimento econômico e combate à pobreza;
  10.  Garantir a existência de processos participativos dos usuários na busca do cumprimento da missão da associação, bem como da efetividade na execução de seus serviços.

Além do Armazém das Oficinas, a Associação Cornélia  Vlieg tem sob sua administração 3 outros projetos sociais atuantes na cidade de Campinas, promovendo significativo impacto social na vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Os programas são:
SOS RUA
Centro de Convivência Casa dos Sonhos
Casa das Oficinas
Conheça abaixo um pouco mais sobre cada projeto:

SOS RUA
Este programa tem o propósito de ampliar a rede sócio-assistencial que atende a população em situação de rua desenvolvendo abordagem preventiva as situações de maior vulnerabilidade e risco pessoal e social no município de Campinas.
A experiência de trabalho com pessoas que vivem na rua e mendicantes que se encontram no limiar da proteção social, demonstra a necessidade de um trabalho protetivo com esta categoria, que ainda mantêm os laços familiares ou estão com estes fragilizados, objetivando o seu acolhimento, o fortalecimento dos vínculos familiares e a fixação no território de origem, evitando que os mesmos se tornem destinatários da proteção social de alta complexidade.
O Publico-alvo  é formado por Indivíduos acima de 18 anos, pessoas idosas e famílias que utilizam os espaços públicos como forma de moradia e/ou sobrevivência. Possui uma meta mensal de atendimento de 600 pessoas, com aumento em mais 200 pessoas no período entre os meses de maio e setembro, compreendendo o período do outono e do  inverno.

Centro de Convivência Casa dos Sonhos
O Centro de Convivência Intergeracional e Inclusivo – Associação Cornélia/ Casa dos Sonhos, presta serviços à população do Distrito de Sousas e Joaquim Egídio, em parcerias intersetoriais, com os equipamentos: Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, Secretaria de Educação (FUMEC) e os Centros de Saúde do território. A Casa dos Sonhos está localizada na região leste de Campinas, de competência do Distrito de Assistência Social Leste (DAS Leste), da qual, representa 21, 26% da população da cidade, com uma taxa de 21,2% da população em situação de vulnerabilidade e risco social, de acordo com Plano Municipal de Assistência Social de Campinas, 2014/2017. Esses dados de vulnerabilidade estão presentes na região de Sousas e Joaquim Egídio, que são considerados territórios de belezas naturais e de preservação ambiental, mas que nos últimos anos, vivenciou um aumento considerável de empreendedores e de loteamentos fechados, atraindo assim, famílias e pessoas com poder aquisitivo elevado, que utilizam desses espaços como moradia ou lazer transitório. Entretanto, as populações locais, nascidas e criadas na região, não conseguiram acompanhar esse desenvolvimento, agravando todas as formas de expressão da questão social, com abismos evidentes, de territórios rodeados de loteamentos de alto padrão e de grandes propriedades (fazendas coloniais). Contrapondo, com bairros de ocupação e habitações precárias, famílias que sobrevivem em situações de trabalho insalubres e sem recursos de infraestrutura básica, principalmente na área rural da região.Diante do exposto, pode-se apontar que as vulnerabilidades presentes no Distrito de Sousas e Joaquim Egídio, aproximam-se das complexidades vivenciadas pelos centros urbanos, apontando elementos fundamentais e de suma importância, para manutenção do Centro de Convivência Casa dos Sonhos, como espaço de proteção e fortalecimentos de vínculos pessoais, familiares e comunitários. Mensalmente atende 180 pessoas, com atividades esportivas, culturais e convivência, promovendo a valorização do ser humano.

Casa das Oficinas
A Casa das Oficinas, unidade vinculada ao Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, atua na inclusão social e geração de trabalho e renda em saúde mental. Está localizada na região noroeste de Campinas e atende pessoas adultas, com transtornos mentais e dependência de álcool e outras drogas, em acompanhamento na rede de saúde mental do município de Campinas.
Por meio do trabalho sustentável, promove formação profissional, direito ao exercício da cidadania e geração de renda, visando a transformação da realidade social de cada oficineiro inserido. Sob os princípios da economia solidária, atende a 50 oficineiros em 3 oficinas de trabalho:

  1. Sabor da Vida: atua na área de panificação e confeitaria, com produção de pães artesanais, salgados, doces e pastel de feira. Oferece cardápio diversificado de coffee break, lanches e kit festa. Aceita encomendas com até 2 dias de antecedência e faz entregas para no mínimo 20 pessoas.
  2. Harmonia: trabalha com papelaria e costura, na produção de cadernos, blocos, cadernetas, estojos e carteiras. E desenvolve o Giramundo, produto de costura artesanal que simboliza força, resistência e boas novas de acordo com a cultura popular brasileria.
  3. Transformação: desenvolve peças em mosaico, como mandalas, quadros, bandejas, tampos de mesa, numerais de casa, espelhos e logotipos, restaura janelas de demolição na criação de quadros e cabideiros, e pedidos  personalizados.
    O trabalho conta com a parceria da Associação Cornélia Vlieg na gestão financeira e jurídica das oficinas, que viabiliza a comercialização dos produtos na Casa das Oficinas, Armazém das Oficinas, através das redes sociais do serviço e em feiras de economia solidária e criativa e, a receita obtida é revertida em pagamento de bolsa oficina de modo solidário e sustentável.A participação no projeto se dá por encaminhamento profissional, cadastro e escolha da oficina, de acordo com o interesse do usuário.